Slideshow e35


Noel au coeur des plaisirs/O Natal no coração dos nossos divertimentos e prazeres


&

Offrez-vous pour les fêtes une parenthèse de splendeur et de ravissement

&


Marchés de Noel - Mercados de Natal


Que nos iluminam e aquecem nas noites longas de Inverno...


Popularizados por toda a Europa, os mercados de Natal tiveram origem na Alemanha no Sec. XIV.




Nos mercados de Natal aproveita-se para promover todo o tipo de produtos artesanais, gastronómicos e outros.





David Hockney: O quadro mais caro vendido até hoje por um pintor vivo






O quadro, na página do livro acima, foi leiloado por 80 milhões de Euros.

O livro é, também ele, uma obra prima. Uma edição especial da Taschen, no valor de 2500Euros.




30º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo, em Lisboa


Decorreu nos dias 15 e 16 de novembro 2018, no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa, o 30º Congresso, organizado pela Associação da Hotelaria de Portugal, sob o grande tema: Turismo - Que Futuro Queremos?




De salientar, desde logo, o belíssimo local escolhido, o Pavilhão Carlos Lopes, uma bela peça do património de Lisboa, sobre o parque Eduardo VII, por outro, a excelente organização de todo o congresso.



No primeiro dia, destacamos o primeiro painel da tarde, com a presença dos Presidentes das Câmaras de Lisboa, Cascais e Almada.



Tensões, Conflitos e Oportunidades nas Áreas Metropolitanas

Abordou-se:
 A necessidade de manter um equilíbrio entre Residentes e Turistas;

Os problemas decorrentes da carga turística sobre o território e, nomeadamente, a limpeza e a higiene.

Todos os presidentes estão empenhados em melhorar o seu concelho para o turismo;

Não faz sentido a existência de concorrência entre Municípios. Há que haver cooperação e é vital que todos tenham sucesso. 
O objectivo é atrair turistas para Portugal.

O Presidente da Câmara de Lisboa, que o problema do "Overturismo" ou de demasiado turismo não se coloca. Há que cuidar das zonas onde há mais pressão turística mas "não podemos tomar a parte como um todo", afirmou.





Painel 4: Hospitality with a Twist



Uma abordagem à inovação trazida pelos hostels; novas formas de alojamento; desafios na promoção e distribuição nos hostels.

O 2º dia de congresso, mostrar-se-ia muito interessante.



Destacamos os 2 painéis da tarde, com a moderação em ambos de Rodrigo Machaz.




O painel 6
Negócios à Mesa

Com participação dos chefes José Avillez e Rui Paula, como de, Viviane Leote e Duarte D`Eça Leal.



Nos restaurantes há conversas...não ter um restaurante num hotel é perder uma parte substancial deste negócio, que é convívio, o conhecimento, animação, a experiência...

Destacou-se a importância de existirem (bons) restaurantes dos hotéis, com um bom conceito, boa gastronomia, com entretenimento, que seduza pessoas bonitas e clientes com poder financeiro.

A importância da restauração como industria do entretenimento. São estes agora os restaurantes de sucesso.

O Painel 7
Tendências do Turismo: dois olhares de fora

Este painel, teve como oradores Claus Scendlinger, fundador e presidente da Design Hotels, AG, bem como do arquitecto Português, Aires Mateus.



Falou-se, das tendências no turismo, do ir à procura do que os clientes desejam, e que esse desejo é muito variável conforme as nacionalidades e culturas de origem dos turistas.

Muito interessante, foram as respostas dadas ao conceito do luxo nos tempos de hoje.

Sabendo que em cada momento da história a escassez sempre determinou o valor das coisas - quanto mais escassa mais valiosa -, o luxo do século XXI está intimamente ligado ao tempo, ao silêncio e à autenticidade.

"Cada vez teremos que pagar mais caro para desfrutar, por exemplo, do silêncio", afirmou C. Scendlinger.  

 Desde da publicação do meu 2º livro, "Luxo e Charme na Hotelaria em Portugal", GB, Collection, em 2008, que salientei o Luxo do Tempo, do Silêncio e do Espaço, e por conseguinte, não posso estar mais de acordo.


Sessão de Encerramento

Realizada, pela Senhora Secretária de Estado do Turismo, Ana M. Godinho e pelo presidente da AHP, Senhor Raul Martins.




&




Os melhores momentos gastronómicos e programas de spa


&


 Hotel InterContinental 
Cascais-Estoril
*****


A Costa do Estoril foi, como é sobejamente conhecido, o berço do turismo em Portugal.

Zona de glamour, tradição, de clima ameno, de beleza natural e de paz, teve o seu auge em pleno século XX aquando da 2ª Guerra Mundial, quando a Nobreza Europeia aqui se exilou e viveu durante vários anos.


E à época se escrevia "Os Estoris são um encanto único e poderão tornar-se numa  Côte d`Azur".


O primeiro hotel do Monte Estoril foi o Grande Hotel inaugurado em 1898, seguindo-se o Hotel Itália, o Miramar e o Atlântico.

Ora é precisamente, no local do Hotel Atlântico que funcionou até ao século XXI, que hoje se ergue um imóvel moderno e arrojado, na primeira linha de frente para o Mar.

Aqui funcionam um condomínio residencial de luxo e o Hotel Intercontinental Cascais-Estoril.


Com uma localização única na Costa do Estoril,  num edifício repleto de luz e em cima do mar, este é um empreendimento residencial e hoteleiro que goza de um estatuto singular.


O Intercontinental Cascais-Estoril é um boutique hotel com 60 quartos, todos com belíssimos terraços virados para o mar.


O acordar de manhã com o sol refletido no Oceano deixa-nos uma sensação de ali querer ficar em silêncio imbuídos na imensidão do horizonte... 


Ao nível gastronómico, recomendo  diariamente (almoço ou jantar) o restaurante Atlântico, liderado pelo Chefe Miguel Laffan, que natural de Cascais, traz agora um novo conceito a este espaço com um menu criado de raiz, em que a proximidade com o mar é bem marcante nas escolhas do mesmo.



 O Atlântico é um espaço muito agradável, descontraído, arejado, com uma vista esplêndida sobre o mar.


No Menu composto por vários capítulos, no Atlântico Twist, experimentamos de entrada as vieiras com cogumelos selvagens e sabayon trufado. Um Must!



No capítulo do Peixe do Atlântico, a escolha recaiu sobre o Pregado com molho de caril e manjericão. Outros pratos parecem também muito sugestivos como o robalo na linha com molho à francesa, na foto abaixo.


Nas sobremesas, Mousse de queijo Chévre com mel e alfazema.


Ao domingo, há brunch na Varanda do InterContinental Cascais-Estoril. No inverno, esta varanda é fechada mas fica toda envidraçada, mantendo-se a mesma vista.


Desfrute deste espaço único e deixe-se tentar pelas iguarias apresentadas, entre elas, os tradicionais produtos Portugueses, queijos, enchidos, pratos quentes e opção de sopa.





O brunch funciona das 12h,30 às 15h,30 e tem custo de 29 Euros, com welcome drink incluído.
O estacionamento é gratuito para acesso ao brunch.



Finalmente, deixa-se embalar numa das massagens ou programas do RitualSPA do Estoril, que trabalha com uma das marcas mais prestigiadas dos circuitos de Spas, a ELEMIS.


Antes ou de depois do seu tratamento, vá até á piscina interior, sauna e banho turco e aproveite para prolongar o seu momento de bem estar e relaxe.

Intercontinental Estoril/Cascais


Prosseguindo a nossa rubrica dos Melhores Momentos Gastronómicos e programas de Spa, vou dar-lhe a conhecer o Hotel InterContinental Cascais/Estoril, com o seu restaurante Atlântico e o seu brunch de domingo, com vista soberba sobre o mar.


(brevemente em Luxury Portugal 2018)

&